A rádio Notícias Gerais Esportes Segurança Promoção OUÇA A RÁDIO
AO VIVO
OUÇA A RÁDIO
AO VIVO
Mande seu recado
telefone 54 3461.9700 whatsapp Whatsapp
54 9917.39090

Pai e filho concorrem ao Prêmio Academia Rio-Grandense de Letras 2019

Públicado em 13 de agosto de 2019


Pai e filho concorrem ao Prêmio Academia Rio-Grandense de Letras 2019

Créditos: Divulgação

Ari Heck e o filho Mateus Heck estão concorrendo ao Prêmio 


Carlos Barbosa- Após terem sido indicados ao Prêmio Livro do Ano pela Associação Gaúcha de Escritores, agora o escritor Ari Heck e seu filho Mateus Heck estão concorrendo ao Prêmio Melhor Livro de Literatura Infantil com o livro Arizinho – Um Jogador Muito Especial e Melhor Livro de Poesia com o livro Visões. Mateus Heck concorre com o livro Visões ao Troféu Alceu Wamosy de melhor livro de poesia de autor sul-rio-grandense publicado no ano de 2018, em primeira edição. Já o escritor Ari Heck concorre ao Troféu Carlos Urbim ao melhor livro de literatura para a infância, independente de gênero, de autor sul-rio-grandense publicado no ano de 2018, em primeira edição.

Aos vencedores em cada uma das categorias será concedido troféu confeccionado pelo artista Lucas Strey em cerimônia a ser realizada para este fim, em data a ser amplamente divulgada. Na ocasião, a ARL concederá o Troféu Academia Rio-Grandense de Letras-Escritor do Ano a um escritor ou escritora cuja obra seja reconhecida pela qualidade e amplitude, independente de gênero literário a que se dedique.

Os jurados aos troféus Alceu Wamosy e Carlos Urbim, será composto, por indicação da Diretoria da ARL, para cada categoria, um júri técnico, formado por, no mínimo, três pessoas de notável conhecimento técnico-literário, que terá a responsabilidade de indicar, no máximo, três finalistas para cada um dos prêmios, entre os livros, dissertações e teses inscritas, bem como proclamar o melhor livro de poesia, a melhor dissertação ou tese, o melhor livro infantil, o melhor livro de narrativa curta e o melhor romance.

Para o escritor Ari Heck, o fato das duas obras figuraram entre os finalistas já é uma enorme conquista e “ter a obra lembrada no maior prêmio literário do RS é muito mais gratificante. E imaginem pai e filho estar nesta lista, isso é de um orgulho tão grande que não dá para expressar”.

O objetivo da premiação é destacar autores sul-rio-grandenses, ainda em produção, que tenham obra consistente e de qualidade no cenário nacional, assim como promover a crítica literária sobre literatura sul-rio-grandense e a promoção de livros de determinados gêneros e de seus respectivos autores. Além disso, os escritores também constam na lista ao Prêmio Minuano de Literatura 2019, promovido pelo Instituto Estadual do Livro (IEL) em parceria com o Instituto de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Em breve mais detalhes.


Compartilhe:
Facebook | Twitter | Google+

OUTRAS NOTÍCIAS